quinta-feira, novembro 22, 2007




Pátio do Rock IV


Começa hoje mais uma edição do pátio do rock, esse ano o número de bandas inscritas caiu bastante, o evento ocorre no pátio de são pedro e é aberto ao público!!!! confiram as atrações:




QUINTA (22/11) METAL
20h00 HYDROWN
20h40 LETHAL VIRUS
21h20 PROJECT 666
22h00 ODDIUM
22h40 DECOMPOSED GOD (BANDA CONVIDADA)

SEXTA (23/11) ROCK
20h00 ULTRALEV
20h40 NOVANGUARDA
21h20 ERRO DE TRANSMISSÃO
22h00 RIVER RAID (foto)
22h30 VAMOZ (BANDA CONVIDADA)

SÁBADO (24/11) ROCK & OUTROS
20h00 JULIA SAYS
20h40 AMPS & LINA
21h20 BLACK JOHN BAND
22h00 RAMMA SECA
22h40 CHINA (CONVIDADO)

DOMINGO (25/11) PUNK/HC
18h00 TWENTY TWO
18h40 UNLUCKY SECONDS
19h20 RISKO HC
20h00 NARK
20h40 UGLY BOYS (BANDA CONVIDADA)

poplaranja - 6:01 da tarde
......................................................................................................................................

0 comentários

segunda-feira, novembro 12, 2007


Forgotten Boys (SP)
Durante os anos 90, o cenário de rock alternativo do Brasil estava completamente dominado por bandas de emocore, hardcore e guitar bands. Haviam 2 garotos completamente entediados com essa situação – eles foram crescidos ao som dos Ramones, Iggy Pop, Johnny Thunders e MC5. Não tendo onde ir para ouvir música ou assistir shows, eles etraram num estúdio para gravar sua própria musica, em uma fita demo chamada “… cos revenge is sweet ”. Eram 2 músicas, um cover. Essa fita foi dedicada ao dead boy Stiv Bators e a Johnny Thunders. Colocaram uma foto 3x4 de cada um na capa e se chamaram “ Forgotten Boys” - nenhum outro nome mais apropriado – isso foi em 1997, São Paulo, Brasil.

Sweet Fanny Adams (PE)
Em Julho de 2006 os integrantes do Sweet Fanny Adams se juntaram em Recife para fazer o tipo de música que eles sempre gostaram de ouvir: Rock direto, de garagem, mas dançante, que faz você bater o pé e balançar a cabeça.
Com apenas um mês de banda, o Sweet Fanny Adams se aventurou em um festival de rock independente, o Microfonia 2 (2006) - promovido pela Astronave Produções, de Paulo André Pires (Abril pro Rock). Após duas disputadas eliminatórias, o Sweet Fanny Adams chegou à final do Festival, tendo disputado com mais de 300 bandas de Pernambuco. Depois do Microfonia, a banda passou a fazer shows pelo nordeste com grandes bandas do cenário independente nacional como Cachorro Grande(RS), Moptop(RJ) e MQN(GO), Forgotten Boys(SP), tocando em Recife, Natal e João Pessoa. Em setembro de 2007 a banda tocou no Festival Se Rasgum no Rock! em Belém(PA) com bandas como Móveis Coloniais de Acajú(DF), Cordel do Fogo Encantado(PE), Macaco Bong(MT), MQN(GO) e Nashville Pussy(EUA). Em Junho de 2007, o Sweet Fanny Adams lançou um EP pelo Selo Bazuka Discos/Coquetel Molotov. O EP foi totalmente produzido, bancado, mixado e masterizado pelos próprios integrantes e mostra a cara da banda em 5 músicas de rock nervoso, cheio de guitarras e batidas marcantes. Ao vivo, toda a energia das músicas é liberada no palco através dos instrumentos de Diego Araújo, Hélder Bezerra e Leo Gesteira. A origem do nome reflete um pouco da informalidade da banda. Na Inglaterra, "Sweet Fanny Adams" é uma gíria antiga que significa "Nothing at all", ou "Absolutamente nada".

The Sinks (RN)
Natal, capital do Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil. É de lá que vem o The Sinks, grupo formado por três gerações do rock potiguar. Marcelo já foi baterista da lendária General Junkie, Dante que toca guitarra e canta em algumas formações do rock local e Foca, que além de fazer o baixo do grupo, capitanea o selo DoSol e canta no Allface. Pela vontade de fazer um som direto que remetesse a grupos distintos e importantes como Husker Du, Ramones, New York Dolls e Nirvana, os três potiguares se juntaram para alguns ensaios com um punhado de composições para montar. O resultado do trabalho está EP “Ignored” com quatro faixas poderosas e bem registradas. Além da faixa título o disco trás “Little Girl”, single que no primeiro dia de divulgação já foi parar nas rádios locais, “Mamma`s Way” uma ode ao som simples do Husker Du e Ramones e “Selfish World” onde o power trio se mostra a vontade no pré-punk e hard rock. O Ep ainda tem mais três musicas, "I'll Go" uma homenagem aos Ramones, "Let you Down" e "Mamma's Way". Rock no Nordeste do Brasil e rock alto!

Amp (PE)
Esse será o primeiro show da banda, não consegui informações sobre ela, quem conhecer escreva pa mim!!!

Links:
Forgoten Boys
Swet Fanny Adams
The Sinks

PopLaranja RECOMENDA!!!!

poplaranja - 6:26 da manhã
......................................................................................................................................

2 comentários

terça-feira, novembro 06, 2007


EDT
Conversei com Bel Feitoza vocalista da banda erro de transmissão, sobre o lançamento do Ep "Relativirtudes" e de como está a banda agora com a entrada da nova guitarrista. Confiram.

1. Como foi gravar o EP "Relativirtudes"?
Foi interessante! Começamos o trabalho de pré-produção uns 2 meses antes da gravação. Nesse processo, acabou que entrou tanto músicas do começo da banda como música feita 15 dias antes de gravarmos. Além disso, muita coisa ainda foi acrescentada em estúdio, principalmente em “vozes”, a sexta faixa do EP, que ficou bastante diferente. Então durante esse tempo de gravação fomos correndo atrás de um nome que representasse o trabalho do EP, as letras e melodias e o sentido do nome da banda "Erro de Transmissão". Surgiu então a idéia de juntarmos duas palavras fortes e ambíguas, "Relativo" e "Virtudes" para traduzir bem o espírito do EP, dessa fase da Erro.

2. E a arte foi feita por quem?
A arte foi feita por Tamar Thalez, uma amiga da banda. Colocamos as nossas idéias para traduzir o nome do EP em uma imagem que chamasse atenção e despertasse a curiosidade das pessoas, com um formato mais arcaico. Ela entrou por completo nesse mundo e fez tudo como esperávamos. Garota talentosa.

3. Quais as influências da banda?
São diversas. Na música, bandas como Muse, QOTSA, Incubus, The Mars Volta, Nancyta e os Grazzers e etc. Além de filmes de Almodóvar, Kubrick, Lynch, Tarantino, Bertolucci e por aí vai. Fora todas as influências individuais que acabam refletindo no estilo da Erro.

4. E agora o que muda no som da banda com a saída de Dani e a entrada de Maíra Fischer?
Ah! Muita coisa...
Quem acompanha a banda vai notar já a partir desse show do dia 08 as mudanças na Erro. Nosso som está tomando uma forma diferente e isso não vem só com a troca de funções na banda, mas também pela maturidade, pelo desejo de fazer mais e melhor que vem se formando.


5. Como vocês vêem a cena de rock atual do Recife em relação as bandas?
Apesar de todos os pesarem, Recife conta com uma cena bem diversa, com bandas para todo tipo de público. O que falta mesmo é incentivo, fazer música aqui em Recife e principalmente rock sai caro. Faltam festivais, faltam casas de show, faltam pessoas capacitadas... É complicado, mas se existe uma velha frase que ainda se encaixa perfeitamente com o momento atual é: “Tá no Rock é pra se fuder!!”. Portanto, é se dedicar para que algo de bom aconteça!

6. Já tocaram fora do estado?
Ainda não, mas pretendemos ano que vem passear por aí.

7. Quais bandas recifenses inspiram vocês?
Admiramos tantas...
Desde bandas mais antigas que levaram o nome de Pernambuco pra fora do estado ou do país como Nação Zumbi, Cordel, Devotos, Mombojó, até bandas atuais que dão gosto de escutar, que estão mostrando que em Recife também existe uma diversidade musical bem feita, daí vem nomes como Carfax, Volver, Rádio de Outono, Monomotores, The Playboys, Amps & Lina, Novanguarda, Júlia Says, Tabacos de Guevara, Baque Macossa, Tony’s Juice, Relles, Som do Eco...


8. Expectativas pro lançamento do Ep e da nova guitarrista. Conta alguma coisa de primeira mão que vai rolar nesse show.
As melhores expectativas. Uma galera boa disse que ia, as bandas que vão tocar com a gente são fantásticas e o show da Erro está “fofo”, bem ensaiado, com as músicas do EP, algumas antigas e outras novas, representando bem essa nova fase da Erro, com nova formação. Preciso falar mais alguma coisa?
hihi


9. Obrigada pessoal, deixem um recado agora pra quem for ler essa entrevista.
Compareçam nesta quinta que o rock é garantido!
Uma boa pedida aos que querem ouvir as novidades de Recife.
Ressaltando...

A banda Erro de Transmissão lança seu EP, e de quebra, a sua nova guitarrista, Maíra Fisher!Aproveitando o clima de estréia, a Erro convida duas novíssimas revelações locais para a festa: Júlia Says (fazendo seu primeiro show) e Tabacos de Guevara.Estão todos mais do que convidados!
Quinta-feira, dia 8 de novembro às 21h.Burburinho Bar - Rua Tomazina, Recife AntigoEntrada: R$ 3,00


Links:
Myspace
Fotolog








poplaranja - 8:18 da manhã
......................................................................................................................................

2 comentários

POPLARANJA É?
Juliana Orange. Estudante de música da UFPE. Toca nas bandas AMPSLINA e VOYEUR. Gosta de escrever sobre música e bandas e tirar fotos de shows.

Onde? Recife - PE


Contato Imediato


» Beba desse suco:

- AMPSLINA
- FOTOS POPLARANJA
- JUORANGE
- LUMO COLETIVO
- VOYEUR
- SWEET FANNY ADAMS


www.flickr.com
Este é um módulo do Flickr que mostra as fotos públicas de Pop Laranja. Faça o seu próprio módulo aqui.


» Laranjadas anteriores
Novo Endereço!!!
AMPSLINA de Volta!!
Rock à moda da casa
River Raid
Abril Pro rock 2009
Entrevista Semente de Vulcão
The Sinks
Johhny Hooker na metrópole
Little Joy
Promoção Voyeur


Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

Dezembro 2008

Janeiro 2009

Fevereiro 2009

Março 2009

Junho 2009


Contador de acesso e visitas
Restaurantes